Rodrigo Ferrari e gary, advogado e gato

Rodrigo Ferrari Prieto, que é de profissão de advogado, mas também um seco fotógrafo e grande colecionador de vinis, mostra-nos o seu departamento, em que nos conta o seu melhor panorama é compartilhar com os amigos e que todos possam ouvir a sua música favorita. Passa a percorrer o novo Home Tour.
Confira nossos produtos inspirados na Home Tour ??
Fotos por: Sebastião Milha

Desde quando você está aqui?
Cheguei ao apartamento, em setembro de 2008.
Como você conseguiu e por que você escolheu esta casa?
Procurando ir de Vinha (onde vivi sempre), uma amiga Paty Leiva) me apresentou a outra amiga (Pilar Lagos) que me disse que tinha uma peça disponível no departamento que ela arrendaba e onde morava sozinha. O fui ver, gostei e fui morar para lá de imediato.

Que nome lhe colocaria no estilo em que a decoraste?
O departamento não sei se tem um “estilo” identificável, já que se tem vindo a decorando aos poucos. Passou por épocas, por influências de pessoas e hoje é o mais parecido com o que eu sempre quis. Um lugar claro, ordenado, mas acolhedor, onde estão presentes os meus gostos pessoais e o que eu quero compartilhar com o resto.

De onde são as coisas que você tem?
As coisas que tenho têm que ver com os meus gostos, os meus discos (que a grande maioria eu comprei fora e me dediquei a incomodar meus amigos para que me tragam), os meus livros (que me traje de Viña, coletar desde menino, eu mantenho e hojeo para pesquisar referências quando me descem a vontade de voltar a fazer um meio), algumas recordações de viagens (embora eu não sou de me trazer muitas lembranças, a maioria estão nas fotos) e minhas câmeras de fotos que ido comprar desde 96 que comecei a tirar fotos. O armário de vinis o mandei fazer com a Madalena, Ulloa (mandiulloa@gmail.com). São as coisas que eu gosto e são as que eu compartilho com aqueles que vão à minha casa.

O que é o que mais você gosta de fazer em sua casa?
Definitivamente convidar os amigos. Ao final, a casa é um refúgio, mas os abrigos não são necessariamente para estar sozinho. Eu gosto de ser anfitrião, “prestação da casa”, como se diz. Os discos, as coisas mais valiosas que tenho são para eles também. Com meus amigos, entre outras coisas, compartilho o gosto pela música e gosto que procurem e encontrem discos que gostem. Comer, beber, fumar, conversar e ouvir música é a atividade favorita deste departamento.

Conte-nos sobre seu trabalho e projetos
Sobre os meus projetos, a fotografia, eu tenho tentado manter ativa. Saco fotos em um show de música para o site Super45.net e estou adportas de editar um livro (eu acho) as melhores fotos que tenho tirado, entre 2010 e 2014. O especial deste projeto, é tentar transmitir não só o meu gosto pela música e a fotografia, mas também mostrar que é possível conseguir boas fotos sem a necessidade de edição. Mais de 80 fotos que compõem este trabalho, serão publicadas tal como foram tomadas, sem ajustes ou edições em nenhum programa, sem photoshop, sem flash. Espero que veja a luz durante este segundo semestre e em breve começará a pré-venda do livro em www.musicasinflash.cl
Rodrigo Ferrari e gary, advogado e gato