Francisca Lopes e Javier Cabezón, advogado e arquiteto

O novo home tour é um apartamento com muita luz e cheio de detalhes que seus donos Francisca Lopes e Javier Cabezón, coletado de viagens, família e procurando por todos os lados. Conócelo e inspire-se com as fotos abaixo.
Confira nossos produtos inspirados na Home Tour ??
Fotos por: Sebastião Milha

Desde quando você está aqui?
Vivemos em setembro de 2014.

Como você conseguiu e por que você escolheu esta casa?
Vivemos um ano e meio, em Madrid, em um setor que é chamado de Lavapies, e aí nos convencimos que o nosso ideal para viver era dentro de um conceito de bairro, que fora caminable, próximo a áreas verdes e comércio local, com conexão boa, onde não fosse necessário andar em auto e ter por perto do metro. Assim, quando chegamos ao Chile, começamos a procurar um apartamento com essas características, nós estávamos procurando por doente tempo, até que demos com este.
A primeira coisa que nos matou foi a integração de todos os espaços, a fluidez e amplitude que isso gera, a orientação norte, o que dá uma luminosidade e uma vista incrível, principalmente de noite.

Que nome lhe colocaria no estilo em que a decoraste?
Não procuramos encaixar em um estilo predefinido, simplesmente gostamos de gerar diferentes espaços que sejam confortáveis e que nos representem.
Nós amamos a madeira, as plantas, jogar com as cores, isso dá um aspecto super quente ao departamento, desde há algum tempo estamos rayando com os animais, em cada canto da casa há figuras e objetos com animais, em geral, não é um estilo que nos identifica ou o que buscamos, vamos decorando conforme vamos encontrando, sendo sempre muito cuidado porque o departamento é super aberto, como uma grande vitrine e não queremos sobrecarregá-lo… mas até agora tem funcionado bem.

De onde são as coisas que você tem?
A maioria das coisas que representam diferentes fases de nossas vidas, nós gostamos de “objetos” e a maioria vem de viagens, sempre andamos à procura de um detallito e nossos amigos e famílias também fazem o mesmo, gerando uma mistura super divertida de pagamento.
Em cada canto tentamos incorporar elementos que signifiquem algo para nós, que tenha sentido, por exemplo, a mesa de jantar era a mesa de campo de minha bisavó, ou caixa de estar o pintou o pai de Javier há mais de 30 anos. Estamos sempre à procura de novas coisas para a casa, pela internet, no persas, feiras, há de tudo em todo o departamento, coisas caras, coisas muito baratas ou recicladas e outras feitas à mão por nós.
Bons dados para compartilhar são, a Fábrica da Arte em Santa Rosa, que uma vez por ano fazem um persa muito bom, os Assentos de dormentes de Cdecora, e a artista chilena Raisa Bosich, amo a sua simplicidade gráfica e o geométrico de seu estilo.

O que é o que mais você gosta de fazer em sua casa?
Com o tempo, nos demos conta que tudo começa e termina em torno da mesa da sala de jantar, e é assim como o que vivemos, quer seja em família ou com amigos, não importa que dia da semana é, o departamento está sempre com gente, é super confortável e isso é graças ao aberto do espaço, onde tudo está ligado, a cozinha aberta é um tremendo plus.
Conte-nos sobre seu trabalho e projetos
Eu trabalho como advogada em Impostos Internos, e Javier é associado Murtinho Raby Arquitetos e desde há pouco tempo, é co-fundador da Trama Arquitetos junto com Tomás Galo da Noi.
Francisca Lopes e Javier Cabezón, advogado e arquiteto