Semana de Arte Moderna de 1922 – Características e Detalhes do evento

1922 foi um ano importante para as atividades de vanguarda no Brasil. Durante a semana de 11 a 18 de Fevereiro, que também foi Carnaval e a celebração centenária da declaração de independência do Brasil de Portugal, um evento multidisciplinar, conhecido como Semana de Arte Moderna, ocorreu no Teatro Municipal de São Paulo. Apresenta uma exposição de arte, leituras de poesia, música e festivais de dança organizados pelo pintor Emiliano di Cavalcanti, e pelos poetas Oswald de Andrade e Mario De Andrade (sem relação com Oswald).

A Semana de Arte Moderna tinha a intenção de anunciar a ruptura de São Paulo com a arte anterior. A exposição de arte obras do escultor Victor Brecheret, que voltou para o Brasil a partir de Roma, em 1919, pinturas de Anita Malfatti, concluída durante a sua estadia em Berlim e Nova York, e di Cavalcanti, juntamente com inúmeros outros pintores, escultores e arquitetos. Um dos outros pintores que desempenharia um papel significativo no desenvolvimento do modernismo brasileiro foi Tarsila do Amaral, principal colaboradora do modernismo brasileiro,

A Semana foi concebida como uma reação contra a arte acadêmica oficial e a literatura. A arte acadêmica foi associada com a oligarquia conservadora (famílias poderosas que possuíam enormes plantações de café) e permaneceu com a intenção de imitar o Romantismo do século XIX na Europa. Em muitos aspectos, o impulso para a exposição de arte foi a novidade radical das esculturas de Brecheret e das pinturas expressionistas de Malfatti. As esculturas de Brecheret foram desenhadas em um estilo dramaticamente estilizado, proto-Art Deco, e as pinturas de Malfatti foram recebidas com escárnio do Estabelecimento quando exibido pela primeira vez em 1917.

Na época da Semana, São Paulo era uma das cidades que mais crescia no Brasil. A industrialização estava transformando este centro de cultivo de café em uma próspera metrópole com lâmpadas de rua eletrificadas, uma cultura de café, cinemas e lojas de departamento luxuosas. Jovens intelectuais brasileiros tinham fome de arte e literatura que correspondessem à energia vibrante da cidade e também faziam parte de um movimento político com a intenção de desafiar o estrangulamento da oligarquia. Como seus pares na Argentina, escritores e artistas como Mario e Oswald de Andrade e di Cavalcanti estavam ansiosos por uma cultura intelectual que não só era moderna e atualizada, mas também intrinsecamente Brasileira.

Modernismo Brasileiro e a inspiração de Abaporu e outras obras

“Quero ser o pintor do meu país”. Assim escreveu a artista brasileira Tarsila do Amaral (1886-1973), em uma carta enviada a sua família durante uma visita a Paris em 1923. As palavras são reimpressas na entrada da exposição, atualmente em vista no Museu de Arte Moderna de Nova Iorque, de trabalho do artista geralmente conhecido simplesmente como Tarsila. Como a sua afirmação pitoresca implica, as pinturas de Tarsila propuseram uma abordagem alternativa ao modernismo, uma abordagem que sintetizou as influências europeias e as tradições indígenas e o espírito da América Latina na busca de um modelo nativo da vanguarda que tem uma lista de obras e tanto de vários outros artistas: Anitta Malfatti, Mário de Andrade e todos os outros do clube dos 5.

A primeira pesquisa nos Estados Unidos dedicada apenas ao seu trabalho, “Tarsila do Amaral: inventar a Arte Moderna no Brasil” segue as viagens da artista ao longo da década de 1920 através da vasta paisagem de seu país natal. Ela recalibra seu impacto na busca da nação por uma identidade moderna autônoma, enquanto ela misturava as fortes influências culturais da Europa e a história repressiva do colonialismo, escravidão e catolicismo no Brasil – ao mesmo tempo em que negociava seu próprio caminho para a expressão nacional e selfhood artística.A educação de Tarsila como artista se desenrolou com frequentes viagens transatlânticas de São Paulo, onde ela foi criada na grande plantação de café de sua família (fazenda) fora da cidade, para cosmopolita Paris.

O ano formativo de 1923 foi gasto cumprindo o que ela uma vez descreveu como seu “serviço militar” ao cubismo sob a tutela de André Lhote, Albert Gleises, e Fernand Léger, e visitando os estúdios de Brancusi e Picasso. Sua avaliação constante e aplicação da linguagem volumétrica planar do cubismo é discernida em suas primeiras vidas e estudos figurais. Igualmente uma influência significativa, no entanto, foi Tarsila do anterior associação com um aspirante grupo de artistas, escritores e poetas, incluindo Anita Malfatti, Oswald de Andrade, Mário de Andrade e Menotti del Picchia, que participou da comemoração a Semana de Arte Moderna (Semana de Arte Moderna) de 1922, em São Paulo, e, posteriormente, formaram o artista coletiva, o Grupo dos Cinco (Grupo de Cinco). Uma ânsia de viajar marcou seu retorno ao Brasil no final de 1923, primeiro para experimentar carnaval no Rio de Janeiro, seguido por viagens para as cidades coloniais históricas no sudeste do Estado de Minas Gerais. A precisão linear de Tarsila, cores ousadas e contornos rudimentares unem-se nas paisagens vibrantes que retratam os habitantes locais entre a fauna e a flora nativas.

Foi também em 1923 que Társila produziu a pintura a Negra (A Mulher Negra). A presença formidável da obra anuncia o nascimento da artista madura Tarsila. Neste retrato a óleo realmente criado em Paris, o torso de uma mulher robusta de ascendência africana repousa frontalmente e cruzado contra uma única folha de bananeira e padrão têxtil.

 

A imagem invoca a cultura africana e matricial do Brasil, lembrando sua longa história, e a abolição tardia, em 1888, da escravidão. Simultaneamente, somos confrontados com uma série enciclopédica de potenciais fontes etnográficas e referências modernas – uma indicação clara da direção da produção iminente de Tarsila.

 

Cuidados na reforma para não gastar demais

Reformar é, para muitos, sinônimo de gastos elevados e conta no vermelho. Mas, não precisa ser assim! Tomando cuidados específicos dá para transformar sua casa e ainda ter economia em suas reformas!

Para lhe ajudar a não estourar o orçamento, listamos alguns desses cuidados. Conheça quais são, adote todos em suas reformas e economize significativamente!

Faça um planejamento

Ter um planejamento detalhado evita que a reforma se transforme em algo grandioso e muito caro. Portanto, monte de um planejamento, preferencialmente com a ajuda de um arquiteto ou engenheiro.

Nele, defina o que será reformado, o prazo de execução do trabalho e materiais a serem comprados. Com esses detalhes no papel dá para minimizar o risco de gastos elevados.

Estabeleça um limite de gasto

Outro ponto importante para se ter em seu planejamento é o limite de gastos com as reformas em casas. Assim, é possível trabalhar com um orçamento base e tentar ao máximo cumpri-lo, reduzindo a possibilidade de endividamento.

Faça orçamentos

Não compre materiais de construção na primeira loja que entrar. O segredo da cotação de materiais é fazer mais de um orçamento em diferentes lojas e escolher aquele que apresenta o melhor custo-benefício (preço, entrega e qualidade do material).

Além disso, tenha em mente um detalhe importante: desconfie de preços muito abaixo dos que são comumente praticados pelo mercado, porque há um grande risco de investir em materiais de reforma de baixíssima qualidade.

Invista em materiais de qualidade

Materiais de qualidade duram mais e não são danificados facilmente. Na prática, isso significa que eles valem o investimento, minimizando o risco de avarias e da necessidade de novas compras para reposição.

Contrate profissionais qualificados

Quando a equipe de reforma é qualificada, o risco de perda e avaria em materiais de construção é reduzido, economizando em material de reforma, sem necessidade de recompra.

Como limpar e higienizar placas de inox?

O inox está presente em vários itens, sobretudo em materiais normalmente utilizados na cozinha. Com o passar do tempo, as placas de inox podem ficar foscas ou acumular gordura.

Tais problemas são fáceis de serem eliminados, é só investir na limpeza do material. Confira, aqui, como limpar inox corretamente, eliminando gordura e demais sujeiras.

como limpar placa de inox

Dicas para limpar inox

Limpar inox é um processo descomplicado, basta seguir algumas orientações e cuidados para assegurar a qualidade do material. Veja, a seguir, o que deve ser feito:

 

Quando se utiliza produtos de limpeza específicos para inox, evita-se o uso de materiais abrasivos, que podem danificar o material. Portanto, o mais seguro é utilizar produtos próprios, preferencialmente biodegradáveis, que têm melhor performance e são sustentáveis.

 

  • Aplique o produto corretamente

Sempre siga as recomendações do fabricante do produto. Normalmente, as orientações envolvem aplicar e deixar o produto agir por alguns minutos, o que ajudará a remover mais facilmente a sujeira.

 

  • Esfregue e remova o produto com itens adequados

Esfregar e remover o produto de limpeza para inox deve seguir uma regra: usar itens adequados para tais tarefas, no caso, pano ou escova macia. Se utilizar algo abrasivo, há uma grande chance de riscar o material.

Além disso, é essencial que o pano ou escova esteja limpa, para não transferir resíduos para o inox, o que pode dificultar ainda mais a higienização do material.

Em seguida, é preciso remover corretamente o produto, enxaguando o inox até eliminar totalmente as sujeiras e resquícios do material de limpeza, para evitar manchas na superfície.

 

Quando fazer a limpeza e higienização do inox?

Recomenda-se limpar e higienizar o inox com produtos biodegradáveis conforme o uso. Se for constante, uma limpeza semanal ou a cada 15 dias é o mais indicado. Caso seja esporádico, é possível realizar o procedimento mensalmente.

Como decorar a casa de praia

Há quem comece a construir casa na praia já pensando na decoração do novo lar. Não é para menos, afinal, sempre existe a ansiedade de ver tudo pronto, do jeito que sempre sonhou.

O problema é que decorar casa na praia não é tarefa fácil. Mas, não precisa desanimar: dá, sim, para garantir um resultado incrível. Veja, aqui, dicas para montar ambientes cheios de estilo e praticidade.

como decorar casa de praia

Dicas para decorar casa na praia

A decoração da casa na praia pode ficar maravilhosa se tomar alguns cuidados e seguir dicas especiais na hora de montar os ambientes. Confira, a seguir, o que fazer para acertar:

 

  • Baseie-se num estilo de decoração

Escolher um estilo de decoração e utilizá-lo como base é uma forma simples de evitar erros. Entre os principais estilos, destaque para o minimalista e o contemporâneo, que ajudam a criar ambientes atuais.

Se preferir um estilo decorativo tipicamente praiano, uma alternativa interessante é o rústico, que trabalha com materiais naturais, além de cores da natureza e muito artesanato.

 

  • Escolha as cores perfeitas

Casa na praia com piscina deve ser iluminada, o que é garantido e reforçado ao utilizar uma cor clara na decoração, como o branco. Caso goste de tonalidades mais chamativas, utilize-as nos acessórios como tapetes, cortinas e, também, nos móveis.

 

  • Aposte nos móveis ideais

Os móveis para decoração de casa na praia devem ser escolhidos com base em um ponto fundamental: eles devem ser resistentes à maresia, o que evitará problemas de mofo e corrosão de metais.

Por isso, prefira armários, camas, sofás, guarda-roupa, mesas, cadeiras, entre outros móveis, feitos com materiais com maior resistência à maresia ou com tratamento específico para evitar danos que ela provoca.

 

  • Abuse de plantas

Em um ambiente praiano, planta nunca é demais. Por isso, procure espalhá-las pelos cômodos, escolhendo opções locais ou tropicais, que têm mais a ver com a casa na praia.

Como combinar a cortina da sala?

A cortina para sala dá mais estilo e sofisticação para a decoração, além de diminuir o excesso de luz natural no cômodo e melhorar sua acústica, tornando o espaço mais confortável e aconchegante.

O grande problema de quem investe na cortina é saber como combiná-la com a sala. Este é o seu caso? Então, veja dicas para harmonizar a peça com o ambiente e criar uma decoração que esbanja elegância.

cortina para sala

Combine cores

Saber combinar cores é fundamental para garantir um visual harmônico e agradável. Uma opção à prova de erros é escolher cortina de sala em uma tonalidade neutra, porque combina melhor com qualquer decoração e é atemporal.

Portanto, aposte em cortinas como a branca, bege e areia, que ampliam visualmente o espaço. Se preferir tons escuros, invista nos modelos marrom, cinza e preto.

Caso goste de acessórios decorativos coloridos e mais chamativos, a dica é escolher uma cortina lisa ou estampada que tenha um tom semelhante a outro já utilizado na decoração da sala, para criar uma unidade visual.

 

Acerte no tecido

Se o restante de sua decoração na sala utiliza tecidos delicados, uma cortina leve e esvoaçante combina melhor. Versões feitas com renda e voil, por exemplo, são apostas certeiras.

Já para decorações que utilizam tecidos mais resistentes, a alternativa é investir em cortinas com tecidos grossos, como o veludo, ou que unem o leve e o pesado, como as cortinas blecaute (como forro) combinadas com versões de tecido leve.

 

Considere o estilo decorativo da sala

O estilo decorativo deve estar alinhado com as cortinas. Portanto, se for mais refinado, escolha uma cortina que passe essa sensação, como os modelos com maior fluidez ou tecidos que são macios ao toque e mais requintados. Caso seja rústico, comprar cortina para sala feita com tecido natural é uma excelente pedida.

Último Leilão do Detran SP em 2019 – Veja como participar e carros disponíveis

Quem mora em São Paulo ainda consegue aproveitar o leilão de veículos do Departamento de Trânsito de São Paulo (Detran-SP) que foi divulgado para os dias 20 a 23 de dezembro na última leva de vendas do ano de 2019. No ano já rolou até promoção do estilo Black Friday, uma oportunidade e tanto para conseguir seu veículo próprio sem precisar ficar a mercê das lojas.

Para fazer parte do leilão e conseguir participar é preciso ter um sinal do dinheiro, muitas vezes o dinheiro completo. O leilão funciona por meio do portal de serviços do Detran SP, no site oficial da plataforma. Basta realizar o cadastro completo e colocar o valor. Fique de olho para não perder as datas, pois após o prazo será vendido o carro e não terá mais nenhuma chance de negociação mesmo com valor acima do que foi leiloado. Podem participar pessoas de todo o Brasil, já que o sistema é online. 

O interessado pode usar os filtros da plataforma para encontrar o modelo de carro, faixa de preço e as categorias que pode ser com documento ou sem documento. No caso de veículos sem documento ainda será preciso considerar um valor a mais para legalizar a propriedade e poder usá-la para circular novamente em qualquer estado do Brasil com o a autorização do Detran SP.

Veículos disponíveis

E para quem acha que o leilão do Detran de São Paulo só conta com lata velha é porque nunca foi ao pátio conferir as belezinhas que acabam sendo apreendidas por conta de má conduta ou documentação vencida. Em muitos casos acontece uma bola de neve na qual o proprietário não consegue mais quitar suas dívidas, o que é exigido para conseguir tirar o carro do pátio do Detran em caso de confisco.

Para se ter uma noção no último leilão entre os carros sem documentação aparecem Porsh, BMW, Audi, Cadillac, Honda, Chevrolet e Land Rover . Ao todo são mais de 3 mil lotes que entrarão em catálogo no último edital de leilão para 2019.

A oportunidade é grande para quem quer comprar um carro abaixo do valor do mercado. No último leilão do Detran SP, por exemplo, foram categorias de todos os tipos de carro.

Acerte na iluminação para decorar ambientes pequenos

Já teve a sensação de entrar em um ambiente e sentir ele pequeno demais? A iluminação residencial pode transformar essa percepção, oferecendo a sensação de ambientes maiores e bem mais aconchegantes. A decoração de sala e todos os outros ambientes, também ajudam nesse ponto.

iluminação-de-ambientes-pequenos

Veja aqui dicas para acertar na iluminação e decorar ambientes pequenos. E acredite, com uma ajuda, sua casa ficará muito bem iluminada e bonita!

Iluminação para ambientes pequenos

Um bom planejamento fará com que sua casa fique bem iluminada, bonita e o melhor de tudo: gastando pouco. Quando se acerta no projeto, a iluminação amplia ambientes e dá um destaque especial na decoração.

A iluminação para cozinha e lavanderia precisa de uma luz branca. Afinal, esses ambientes são usados para “trabalhar” e, na cozinha se prepara alimentos e na lavanderia lava-se as roupas. Então a luz branca é perfeita! Ainda mais porque ela se assemelha à iluminação natural.

Já na iluminação de banheiros pequenos, o ideal é a luz amarelada. Isso porque esse tom proporciona mais aconchego ao ambiente. Inclusive, a iluminação com tons quentes é mais adequada fazer maquiagens, sabia?

Dormitórios são ambientes que usamos para dormir, descansar e curtir a vida a dois. Portanto, a iluminação quarto precisa ser o mais confortável possível. Para ter tudo isso e ainda criar um clima intimista, invista em uma intensidade de luz menor. É interessante também apostar em iluminação indireta, focando o teto ou a parede.

Abajur, luminária ou arandela também são ótimas opções para complementar a iluminação quarto em ambientes pequenos.

Outro ambiente que precisa ser aconchegante é a sala de estar. Logo, a iluminação sala de estar ideal é de LED com tons amarelos. Mas ainda assim, é interessante investir em um sistema de dimerização simples. Esse sistema é um acessório que permite regular o nível de luz. Isso faz com que a iluminação sala de estar fique aconchegante em qualquer hora do dia e, também contribui na economia de energia.

Iluminação ideal: economia de energia

Apostando nas dicas acima, você irá criar um ambiente bastante confortável de se estar. Mesmo que seja uma casa pequena, um apartamento ou um único cômodo. Agora, para economizar de verdade na conta de luz, invista em iluminação LED.

As lâmpadas de LED são super econômicas e funcionais. A durabilidade delas são bem maiores que outros tipos de lâmpadas. Outra maneira de economizar energia é aproveitar ao máximo a iluminação natural. Se possível, invista em bastante vidro em sua casa.

Decoração para casa pequena

Quer criar um ambiente rústico? Moderno? Romântico? Seja qual for o seu objetivo, dicas de decoração é o que você precisa! Um dos maiores mitos é dizer que casa pequena não é possível decorar para deixar bonita, devido à falta de espaço. Mas, é possível sim! E o mais legal é que você pode ampliar o espaço somente investindo em decoração.

O primeiro ponto é pensar no estilo de casa que você quer e no que você realmente precisa ter. A escolha de móveis e objetos precisa ser pensada com carinho e cuidado. Afinal, você tem pouco espaço e precisa usá-lo com sabedoria.

A decoração de cozinha e a decoração de sala, combina perfeitamente com móveis planejados. Ainda mais se for um ambiente integrado e, geralmente em casas e apartamentos pequenos, é feito tudo junto. Na cozinha, use e abuse dos armários até o teto. Se a casa for com pé direito duplo, melhor ainda! Assim você tem mais espaço para cima, então use o máximo que puder.

Cozinha península é uma saída para ambientes menores e integrados. Pois dependendo do modelo pode até eliminar uma mesa de jantar grande, usando apenas uma pequena de apoio. Já na decoração de sala pequena, um sofá confortável, de preferência retrátil, e quadros podem compor todo o ambiente deixando com a sua cara.

Agora, a decoração de quarto de casal pode incluir cores, luminárias, arandelas ou outros tipos de luzes. Uma ideia bem legal para dar a sensação de ampliação, é fazer a cabeceira de fora a fora de uma parede. Use-a para aplicar arandelas ou até mesmo criar algumas mesinhas de cabeceira, nichos ou prateleiras. Para a decoração de quarto de bebê, leve em consideração o espaço de circulação e tenha certeza de criar um ambiente seguro.

Por último, mas não menos importante, a decoração de banheiro. Sim, o banheiro pode e deve ser decorado! Para banheiros pequenos, escolha fazer uma faixa, do chão até o teto com um revestimento diferente. Aposte também em armários aéreos nas paredes para aproveitar o espaço. Para garantir a circulação, o ideal é que a pia seja ao lado da privada.

5 vantagens do blecaute para cortinas para a sala

A cortina blecaute é uma peça bastante utilizada em salas. Mas, afinal, quais são as vantagens que ela proporciona para esse tipo de ambiente? Aqui, apresentamos as 5 principais. Confira e saiba o que essa peça pode lhe proporcionar!

cortina blecaute

Vantagens da cortina blecaute para sala

 

  1. Bloqueio da luz

A cortina blecaute para janela corta o excesso de luminosidade do exterior do imóvel, o que possibilita assistir a filmes, séries e demais programas sem reflexos na televisão, melhorando a experiência e entretenimento.

Esse efeito de cortar a luz faz com que o blecaute também seja muito procurado para instalação em quartos, porque ajuda descansar melhor e por mais tempo, com menos luminosidade.

Por isso, a cortina em blecaute para quarto também é uma grande aliada e excelente investimento para dormir bem, seja para os adultos, crianças ou bebês.

 

  1. Corte da corrente de vento

Como é feita com um material mais resistente e grosso, a cortina blecaute corta a corrente de vento, tornando o ambiente mais agradável a todos os moradores da casa, além de minimizar o risco de contrair doenças como resfriados e gripes.

 

  1. Melhora da acústica

A cortina blecaute melhora significativamente a acústica do cômodo, o que faz a diferença principalmente se o espaço for utilizado para ver filmes, séries e tiver home theater, aumentando a qualidade do som e sua percepção.

 

  1. Mais privacidade

Esse tipo de cortina é mais grosso, portanto, não permite ver o que se passa na sala. Logo, é um investimento perfeito para famílias que buscam uma forma de aumentar sua privacidade no dia a dia.

 

  1. Melhora da decoração

Além de ser funcional, a cortina blecaute para sala ainda conta com a vantagem de melhorar a decoração do cômodo, tornando-a mais elegante e bonita sem ter muito trabalho ou estourar o orçamento.

Brasil estende para sete meses a cobertura do seguro desemprego

O Governo do Brasil aprovou hoje estender a partir dos atuais cinco até sete meses o prazo de cobertura de um seguro de desemprego a trabalhadores que perderam seus postos, informou o ministério do Trabalho.

A decisão foi tomada pelo chamado Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), durante sua reunião de hoje, informou o ministério do Trabalho.

Diferentes setores econômicos do Brasil aprovaram hoje estender a partir dos atuais cinco até sete meses o prazo de cobertura de um seguro de desemprego a trabalhadores que perderam seus postos, informou o ministério do Trabalho.

quanto tempo seguro desemprego

Codefat, composto por representantes de vários ministérios, das centrais sindicais e de organizações empresariais, administra esse fundo que se nutre com as contribuições dos trabalhadores e empregadores.

O ministério explicou em um comunicado que serão identificados os setores da economia onde haja uma maior perda de postos de trabalho, para determinar as próximas semanas, que teriam direito ao benefício de até sete meses de seguro.

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, explicou aos outros membros do Cadeg que o Governo está preocupado com a perda de postos de trabalho registrada nos últimos meses, “devido à crise mundial”, segundo a informação.

Os dados oficiais já apontam que as maiores perdas de emprego no Brasil foram registradas nas indústrias de mineração, metalúrgica, material elétrico, comunicação, transporte, papel, têxtil, calçados e construção civil, entre outros.

Somente em dezembro foram perdidos 655.000 empregos formais, segundo os dados do ministério.

O Conselho também aprovou a criação de uma linha de crédito de 200 milhões de reais (cerca de 90 milhões de dólares) para financiar o capital de giro de empresas que revendem carros usados.

Todas as medidas financiadas com recursos dos fundos dos trabalhadores terão como contrapartida a manutenção dos empregos, afirmou o ministro.

A revenda de carros usados permitirá preservar 600.000 empregos diretos e indiretos, disse Lupi à jornalistas.

Os recursos serão destinados às micro, pequenas e médias empresas do setor de carros usados, com um teto financiável de 200.000 por empresa (cerca de U$ 90.000), prazo de financiamento de 24 meses e taxa anual de juros de 11,20% (quase a oitava parte da vigente no mercado entre os bancos comerciais).